Você sabe como você pisa e o quanto isso é importante?

Caminhando ou correndo, muitas vezes, nos esquecemos do quanto nossos pés influenciam toda a nossa postura e nossa saúde. Os pés têm a dura missão de sustentar nosso peso corporal, ajudar em nosso equilíbrio, servir como alavanca para o nosso movimento e também como amortecedores. O pé é a base para o movimento humano. É por meio dele que temos contato com as mais diversas superfícies, fazendo ajustes para nossa estabilidade.


Dr. Fabio Ravaglia, médico ortopedista e presidente do IOS - Instituto Ortopedia e Saúde, explica: “quando o paciente se queixa de dores nos joelhos, quadris e coluna é importante identificar o tipo de pisada. Pés com uma mecânica comprometida podem gerar lesões como fascite plantar, dores nos joelhos e tornozelos, entre outros problemas”.


A marcha - ou caminhada - é composta por duas fases, o apoio e o balanço: 60% do tempo o pé está na posição de apoio - quando a perna suporta o peso do corpo - e a segunda fase, 40% do tempo, quando o pé está fora do chão. Durante a alternância destas duas fases um sistema com 23 ossos, 33 articulações, músculos e ligamentos estão ativos.


Ao caminhar, observe, os pés se movimentam pra dentro e para fora, em movimentos chamados respectivamente, de pronação e supinação, ajustando-se à superfície e amortecendo o impacto sobre os joelhos e articulações. Primeiro há o contato do calcanhar no solo, e posteriormente o arco plantar, finalizando com os metatarsos. Entretanto, quando há um excesso de pronação ou de supinação na pisada é que começam os problemas.


Tipos de Pisada


Pronada: o peso do corpo está concentrado na parte lateral-interna do calcanhar.


Neutra: o peso do corpo é distribuído uniformemente na pisada.


Supinada: maior peso ao lado externo do calcanhar (pés muito cavos).



Problemas decorrentes da pisada


Na pisada hiperpronada:

Joelhos e tornozelos: Os joelhos ficam alinhados para dentro (joelho valgo), levando a dores na frente e laterais do joelho. Os tornozelos também ficam alinhados para dentro (tornozelo valgo) gerando dores em sua lateral.


Canelite: inflamação da membrana que envolve toda a tíbia em que a dor se manifesta mais na parte interna da perna, onde não há quase massa muscular e é possível sentir o osso com a mão. Costuma ser mais intensa em atividades de mais impacto como a corrida, tênis e futebol.


Fascite plantar: processo inflamatório que abrange a fáscia plantar - uma faixa espessa de tecido (sola do pé) que liga o calcanhar aos dedos.


Na pisada supinada:


Joelhos e tornozelos: os joelhos ficam alinhados para fora (joelho varo), causando dores na frente ou no meio do joelho. E os tornozelos apresentam dores em sua lateral devido ao alinhamento também para fora (tornozelo varo).


Esporão de Calcâneo: é a calcificação provocada pela fascite plantar.


Aumento da frequência de torsões.


Problemas no quadril.


Os pés e a corrida

A corrida é uma modalidade esportiva acessível que oferece diversos benefícios e tem tido um número cada vez maior de adeptos. Porém, a corrida expõe o praticante às lesões fazendo com que haja um aumento desta ocorrência junto aos seus praticantes. Segundo estudos, a forma com que o pé aterrissa no solo durante a corrida e o cumprimento do passo tem relação direta com essas lesões.


Baropodometria: o teste da pisada A baropodometria é a investigação do tipo de pisada. Através de scanners, se mapeia as regiões dos pés durante a marcha, identificando os pontos de maior pressão. Assim, este teste oferece uma leitura precisa ao médico que pode orientar, se for o caso, ao uso de palmilhas, calçados e o tratamento mais adequado.



Saúde e longa vida!


Dr. Fabio Ravaglia é graduado pela Escola Paulista de Medicina (Unifesp), com residência médica no Hospital do Servidor Público Estadual, especialização em coluna vertebral pelo Instituto Arnaldo Vieira de Carvalho e mestre em cirurgia pela Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp. Foi o primeiro brasileiro aceito pelo programa do Royal College of Surgeons of England. É Acadêmico Emérito da Academia de Medicina do Estado de São Paulo (cadeira 118. Fundador, patrono: Ernesto de Souza Campos). É membro do corpo clínico externo dos hospitais Albert Einstein, Oswaldo Cruz, Sírio Libanês e Santa Catarina; Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia; Sociedade Brasileira do Trauma Ortopédico; Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho. Membro Ativo Internacional das Congregações de Ortopedia e Traumatologia, Membro Internacional (SICOT) e membro ativo da Sociedade Internacional das Confederações de Ortopedia e Traumatologia (SBOT).


Autor de livros, é fundador do Instituto Ortopedia & Saúde, organização não governamental que tem como missão difundir informações sobre saúde e prevenção a doenças, principalmente as associadas à terceira idade e aos seus familiares. Organiza o Projeto Cidadania - Caminhadas com Segurança, no Parque Trianon, em São Paulo. Há 15 anos, o evento mensal incentiva a atividade física e conta com uma feira de saúde aberta à população.


Em 4 de junho é celebrado o dia Estadual "Caminhadas de Cidadania com Segurança", instituído pela Lei Estadual 14.724 de 29 de março de 2012.

Instituto Ortopedia & Saúde

Rua Itapeva, 490 - 10o. andar - São Paulo, SP (Próximo da Av. Paulista e do Metrô Trianon-Masp)

Telefones:  (11) 3289 8000  |  (11) 3373 8899  |  faleconosco@ortopediaesaude.org.br

Acompanhe-nos pelas redes sociais

  • TV Saúde no Youtube

Curadoria:  Rodrigo N. Ferraz  |  rodrigo@upbeatconsulting.com.br  |  55 11 5199 2919