Covid-19 pode ser uma doença sazonal

Um estudo realizado na Austrália durante o estágio epidêmico inicial da Covid-19 encontrou uma associação entre a menor umidade do ambiente e um aumento de casos positivos adquiridos localmente.


Os pesquisadores descobriram que uma redução de 1% na umidade do ar pode aumentar o número de casos de covid-19 em 6%. "A covid-19 provavelmente é uma doença sazonal, que se repete em períodos de baixa umidade. Precisamos pensar que, se for época de inverno, pode ser época de covid-19," disse o professor Michael Ward, da Universidade de Sydney. Pesquisas anteriores já haviam identificado uma ligação entre o clima e a ocorrência de casos de SARS-CoV, o coronavírus "antigo", causador da epidemia de SARS em Hong Kong e na China e casos de MERS-CoV na Arábia Saudita. Um estudo mais recente sobre o surto de covid-19 na China encontrou uma associação entre transmissão e temperatura diária e umidade relativa do ar.


Vigilância deve ser mantida - "A pandemia na China, Europa e América do Norte aconteceu no inverno, então estávamos interessados em ver se a associação entre os casos de covid-19 e o clima era diferente na Austrália no final do verão e no início do outono," justificou o professor Ward. Antes de fechar essa questão, contudo, mais estudos, inclusive durante o inverno no hemisfério sul, serão necessários para determinar como esse relacionamento funciona e até que ponto ele impulsiona as taxas de notificação de casos de covid-19. Será também o caso do Brasil, que ainda está na curva ascendente e a apenas pouco mais de uma semana da entrada do inverno. "Quando se trata do clima, descobrimos que a umidade mais baixa é o principal fator aqui, em vez das temperaturas mais frias," disse o professor Ward. "Isso significa que podemos ver um maior risco no inverno, quando temos uma queda de umidade. Mas, no hemisfério norte, em áreas com menor umidade ou durante períodos em que a umidade cai, pode haver um risco mesmo durante os meses de verão. Portanto, a vigilância deve ser mantida."


Por que a umidade é importante - O professor Ward afirma que existem razões biológicas pelas quais a umidade é importante na transmissão de vírus pelo ar. "Quando a umidade é baixa, o ar fica mais seco e diminui os aerossóis," explica ele. "Quando você espirra e tosse, essa menor quantidade de aerossóis infecciosos pode ficar suspensa no ar por mais tempo. Isso aumenta a exposição para outras pessoas. Quando o ar está úmido e os aerossóis são maiores e mais pesados, eles caem e atingem as superfícies mais rapidamente."


(Texto extraído do artigo científico entitulado “The role of climate during the covid-19 epidemic in New South Wales, Australia”, dos autores Michael P. Ward, Shuang Xiao, Zhijie Zhang, publicado na revista Transboundary and Emerging Diseases.)



Saúde e longa vida!


O Instituto Ortopedia & Saúde e os seus voluntários estão unidos para trazer informações corretas ao combate ao Coronavírus no período de confinamento social. Estamos seguindo e acompanhando as diretrizes dos órgãos oficiais para logo voltarmos regularmente às nossas atividades e projetos presenciais, como o Caminhadas com Segurança.

Instituto Ortopedia & Saúde

Rua Itapeva, 490 - 10o. andar - São Paulo, SP (Próximo da Av. Paulista e do Metrô Trianon-Masp)

Telefones:  (11) 3289 8000  |  (11) 3373 8899  |  faleconosco@ortopediaesaude.org.br

Acompanhe-nos pelas redes sociais

  • TV Saúde no Youtube

Curadoria:  Rodrigo N. Ferraz  |  rodrigo@upbeatconsulting.com.br  |  55 11 5199 2919